• Vinni Corrêa

Diego El Khouri

Site: http://elkhouriartes.blogspot.com

Instagram: @diegoelkhouri


Artista plástico, cartunista, caricaturista, desenhista e poeta, Diego El Khouri nasceu Orizona/GO, em 1986. Participou de diversas exposições no Brasil e no exterior. Também colaborou com revistas e fanzines alternativos como a Gatos & Alfaces, do escritor Luiz Carlos Barata Cichetto, e Reboco Caído.

Diego El Khouri was born in Orizona / GO in 1986. He has participated in several exhibitions in Brazil and abroad. He also collaborated with alternative magazines and fanzines like Gatos & Alfaces, by writer Luiz Carlos Barata Cichetto, and Reboco Caído.



Pornosia


Volúpia II


Veste, retalho e abrigo


Sem frescura


Releitura da obra corpo inteiro


Pernas de mulher


Mulher nua


Podolatria sádica (da série fetiches)


Intensidade na carne (da série fetiches)


Fogo


Bianca


Conhece a ti mesmo


A música da morte



Tesão, simplesmente tesão...


Primeiro é o beijo. A língua enrolada na outra.

Depois as mãos unidas acariciando seios,

lambuzando corpos, descortinando sexos.


Em seguida é a nuca seca pronta pra mordida e

a mordida desenhando marcas bem no pescoço,

próximo da face.


Depois é um tapa, um após o outro. A contração dos

músculos; em posição a libido. O fogo e a brasa. O

delírio e o orgasmo.


A música sendo ditada pelo ritmo dos corpos na

cama, os gemidos - as trocas de carinho, a eterna

sinfonia dos amantes.


O vem e vai de almas e corpos desprendendo do

âmago (numa violência quase suicida) um líquido que

vomita agonia.


Olhos e quadris, prontos para o desejo.


Beijo e carinho: o sereno... estrelas, a noite, o luar, o

brilho da manhã, o desejo e o orgasmo.


Eu e você. Você e eu. Eu e você. Entrelaçados para

sempre. Para sempre unidos. Para sempre sozinhos...

para sempre...


Para sempre com você... eternamente só...


(...)




Vera Fischer


Vera Fischer sempre será bela

mesmo que suas entranhas ardam

vinagre e alho com catupiri. Sua beleza é eterna como o vazio.


Assim a concebo na minha mente

ao lembrar de minha infância

quando as escondidas ligava a TV

para vê-la pelada na tela.


A mais bela das mais belas

estilizadas criaturas da mídia.

Seios e bunda e elegância.


Ser místico de um fascínio imponderável. Com a mão direita no desejo lembro de minha infância horas a fio no banheiro.




See all works from Obscenografica Issue 1

Veja todos os trabalhos da Obscenografica Edição 1



#painting #pintura #finearts #artesplásticas #arte #art #mulher #mulheres #corpofeminino #fetiche #BDSM #fantasia #fantasy #woman #women #body #corpo #erotismo #arteerótica #eroticart #erotic #erótico #pornart #artepornô #porn #pornô #painter

0 visualização

© 2020 by Obscenografica - a manifesto for freedom of speech and diversity. All rights reserved.

antologiaobscenografica@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now